Textos

(Conteúdo comum a todas as turmas)

COR

A palavra cor vem do latim colore. As cores podem influenciar nossas emoções e até nosso humor. É através da cor que obtemos um impacto expressivo muito maior.

A cor é portanto, um apelo visual intenso. E a televisão a cores, pela sua rápida aceitação, é uma prova disto. A cor dá vida aos ambientes, à nossa roupa, à nossa comida, às embalagens, enfim, vivemos num mundo no qual a cor não é apenas um pano de fundo passivo e inerte. As cores têm sua linguagem própria, sua simbologia característica e uma dinâmica que o homem apenas começa a estudar e a compreender.

A cor influencia todos os setores da experiência humana, sendo a linguagem mais simples e direta, a comunicação mais imediata que existe. È ela que ordena que se pare ou se ande, que estimula o apetite, que estimula a compra no supermercado, que propicia ambientes acolhedores ou não, que identifica o país, que nos acalma ou nos deixa nervosos…

A cor é uma sensação, uma interpretação cerebral de todas as ondas luminosas  que sensibilizam os bastões e cones da nossa retina.

Na teoria da visão da cor encontramos um estudo aprofundado que mostra que o olho é sensível a três cores básicas que possibilitam a percepção de todas as demais. São as cores chamadas primarias: azul, vermelho, amarelo. Todos concordam com o fato de que as sensações de preto,branco, azul, vermelho e amarelo são fundamentais no sentido de serem percentualmente irredutíveis.

RODA DE CORES

O primeiro a estudar a cor foi Isaac Newton (1642-1727),analisando o espectro solar através do prisma. A decomposição da luz solar produz uma imagem chamada espectro solar, que compreende as cores do arco-íris. Foi ele o primeiro a sugerir uma roda ou disco de cores que possibilitam um entendimento mais didático da relação entre as cores.

NOMECLATURA DAS CORES

Cores primárias: AMARELO-VERMELHO-AZUL

Cores secundárias: laranja roxo verde (formada pela união de duas primarias)

Cores terciarias: são os inúmeros tons que vão desde uma primária ate a secundária adjacente.

Ex.: do amarelo ao laranja, temos uma boa quantidade de tons de amarelo alaranjado

Veja o código das cores de acordo com os números:

1ª = primárias

2ª = secundárias

3ª = terciárias

CORES QUENTES E FRIAS

Cores quentes: amarelo-laranja-vermelho

Cores frias: roxo-azul-verde

As cores são chamadas de quentes ou frias porque nos transmitem estas sensações. As quentes nos lembram sol. Fogo, são mais alegres e excitantes e têm o poder de se aproximarem mais e parecerem maiores. As frias nos recordam água, são calmantes e até certo ponto depressivas e têm o poder de se afastarem e parecerem menores.

Cores neutras

O branco e o preto realmente não são cores, pois não existem no espectro solar. O branco é a união de todas as cores e o preto a ausência de cor. Assim como os tons de cinza.

Cores complementares

Amarelo-roxo

Vermelho-verde

Azul-laranja

Assim, o roxo(vermelho e azul) é complementar de outra primaria: amarelo

HARMONIA

A harmonia é essencial no sentido de relacionar entre si todas as cores de uma composição, ajustando-as a um todo unificado. Cada cor se altera pela colocação de outras de modo que o que era quente pode se tornar frio, colocando uma cor mais quente próxima, e o que estava em harmonia se faz discordante aproximando-se novas cores.

As cores parecem mais escuras sobre o branco, mais claras sobre o preto. Os valores claros parecem aumentar o tamanho dos objetos, o preto e os valores escuros dão a impressão que os diminuem.

Além disto, existem outros fenômenos visuais interessantes. Quando fixamos nossos olhos numa cor durante certo tempo, substituindo a cor por um campo branco veremos sua cor complementar.

Não se pode, portanto, formular princípios rígidos para a obtenção de harmonias de cores, mas há alguns processos utilizados que já se tornaram regras consagradas. Mas não podemos esquecer que cabe à expressão a escolha das cores que mais se combinam.

Harmonia monocromática

A harmonia monocromática (mono=uma, cromática = cor) utiliza uma cor em vários tons, conseguida facilmente acrescentando branco para clareá-la e preto para escurecê-la. Esta harmonia sempre permite um resultado agradável e calmo.

Ex.:

A arte das mensagens visuais

Desde a pré-história , o homem se preocupa com a forma visual de registrar suas ideias. Em algumas culturas, a comunicação por meio de

símbolos foi bastante explorada: é o caso dos egípcios, que combinavam imagens e hieróglifos nas pinturas e relevos feitos nas paredes de seus túmulos.

Ao longo do tempo, muitos artistas contribuíram para o desenvolvimento da linguagem visual. No final do séc. XIX, por exemplo o francês Toulouse-Lautrec criou cartazes revolucionários para o padrão da época, com a finalidade de divulgar espetáculos parisienses.  No século XX , com a necessidade crescente da comunicação comercial, surgiu um profissional especifico para trabalhar a ordenação visual da informação: o artista gráfico. A palavra design, largamente utilizada na atualidade, significa “desenhar com um proposito”.

O designer gráfico dedica-se a desenvolver mensagens visuais, combinando letras, desenhos, fotografias e outros signos para transmitir uma ideia. A peça mais tradicional feita por esse artista gráfico é o cartaz, mas ele também elabora projetos para paginas de revistas, placas de sinalização, sites, entre outros.

O grande desafio do designer gráfico é ser  sintético: usar um mínimo de elementos com grande força de expressão para a mensagem ser transmitida com rapidez e clareza . Os designers estão sempre buscando formas de romper os limites entre a linguagem verbal e a visual, isto é, tentando criar mensagens em que texto e imagem estejam intimamente relacionados, de forma que se tornem uma coisa só.

Ao contrário das obras de arte, que na maioria das vezes, ficam restritas aos espaços de museus e galerias, as peças projetadas pelos designers geralmente são impressas em gráficas com  tiragens acima de 1000 exemplares. Elas podem circular por todo o país e ser vista por muitas pessoas ao mesmo tempo.

texto : Radix 9ºano – editora scipione

Sala de aula

Trabalho

Criar um cartaz

Primeiro determine o texto: pode ser um fragmento de um poema, um dizer, mensagem curta, um pensamento…

Defina formas e cores , se usará fotografia ou fará um desenho

Numa folha de papel A4 escreva o texto e experimente algumas ideias…

Construindo uma pena

Trazer uma caixa de leite ou suco

tesoura

1 palito de churrasco

continua…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 189 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: